Revisão de Texto Trabalhos acadêmicos

Trabalhos acadêmicos: como fazer uma boa introdução?

trabalhos-academicos-como-fazer-uma-boa-introducao.jpeg

Você já passou horas pensando em como fazer uma boa introdução para um trabalho acadêmico?

Antes de ler a introdução, o primeiro contato que o leitor tem com o seu trabalho é pelo título, que dá apenas uma noção superficial a respeito dele. A introdução é o momento no qual o leitor vai realmente se conectar com o seu trabalho, e é por isso que começar bem é um dos maiores desafios dos trabalhos acadêmicos.

A introdução tem o poder de garantir que o leitor leia seu trabalho até o final. Afinal, se a sua introdução não for atrativa, ninguém vai se interessar pela discussão e muito menos pela conclusão. E, ainda, se a introdução estiver confusa ou desorganizada, o leitor terá dificuldades para compreender o desenvolvimento do trabalho.

Para conquistar seus leitores desde o primeiro parágrafo, é preciso ter muito cuidado com a escrita da introdução! Elaboramos uma lista com as melhores práticas para escrever boas introduções em trabalhos acadêmicos, confira!

1. Organize-se para escrever a introdução

O melhor momento para escrever a introdução é depois de terminar o trabalho. Sim, é isso mesmo! Depois de finalizar o trabalho, você já terá em mente tudo o que deve ser citado na introdução, pois já sabe as respostas, abordagens e hipóteses discutidas no desenvolvimento e na conclusão.

A forma mais segura de criar uma boa introdução é fazer dela um pequeno guia para o desenvolvimento, ou seja, apenas apresentar os pontos que serão discutidos nas próximas etapas do trabalho.

A dica aqui é criar um roteiro com o que deve ser mencionado na introdução enquanto estiver escrevendo as outras partes do trabalho. Assim, você consegue evitar que ela se torne um emaranhado de parágrafos sem conexão entre si — ou pior, sem relação alguma com o desenvolvimento do trabalho.

Você pode começar traçando o contexto histórico da sua pesquisa, apresentando os conceitos principais que serão discutidos no decorrer da tese, e até apresentando controvérsias e discordâncias a respeito do tema escolhido.

Também é interessante incluir uma série de questões na introdução, para que elas sejam respondidas ao longo do desenvolvimento, desde que de forma organizada. Discuta os pontos preferencialmente na mesma ordem em que aparecem na introdução, a fim de manter a mesma conexão entre ideias estabelecida no começo.

2. Seja sucinto na introdução

É muito importante produzir uma introdução objetiva. O momento é de apresentar apenas as informações mais importantes e relevantes do texto, que realmente vão chamar a atenção do leitor e interessá-lo a ler o restante do seu trabalho.

A introdução não pode ser cansativa e nem complicada de entender. Portanto, tente escrevê-la de forma leve, sem sobrecarregar o leitor com dados e referências. Identifique bem as questões que serão abordadas no trabalho: deixe claro qual é a questão central, qual pergunta ele se destina a responder, qual foi o objeto da investigação, qual hipótese foi testada, entre outros pontos importantes.

Ao terminar a leitura da introdução, o leitor precisa saber exatamente o que deve esperar das próximas páginas, uma vez que a discussão e a conclusão vão apenas retomar e aprofundar o que foi citado na introdução.

3. Cite suas referências e antecedentes

Uma dica ao fazer uma boa introdução é identificar os trabalhos prévios que serviram de referência ou inspiração para o seu trabalho, dando o devido crédito aos autores que colaboraram com a discussão ou com a fundamentação teórica da pesquisa.

Enumere pontos que não foram abordados nesses trabalhos e que serão discutidos no seu, enfim, mostre como essas referências construíram a base para o desenvolvimento do seu projeto.

Tome bastante cuidado ao citar discordâncias com outros autores e trabalhos, afinal, você não quer parecer rude! A intenção aqui é fazer com que o leitor entenda de onde você está partindo e quais caminhos vai tomar no desenvolvimento, e enumerar referências é apenas uma maneira de fazer isso.

4. Mostre a relevância do seu trabalho

Por falar em referências, os trabalhos acadêmicos são desenvolvidos para acrescentar algo para sua área de estudo ou seu tema de discussão. Mostre ao leitor de que forma seu trabalho vai contribuir para a discussão da questão escolhida, com pontos inovadores, hipóteses inéditas ou novas metodologias de análise e pesquisa.

Em suma, explicite os diferenciais do seu trabalho em relação ao que já foi desenvolvido previamente. Exiba o que seu projeto tem de relevante, e mais, explique por que ele deve ser considerado importante o suficiente para que o leitor leia com afinco a sua produção, mostrando de que forma você acredita que contribui para gerar mais conhecimento na sua área de atuação e pesquisa.

5. Faça um teste de compreensão

Depois de escrever e revisar a sua introdução, conte com alguém da sua área para ler apenas a introdução do seu trabalho, sem o desenvolvimento e a conclusão. O objetivo é avaliar se um leitor conseguirá compreender exatamente qual é o tema do trabalho, o que ele vai abordar e quais pontos serão discutidos apenas por meio da leitura da introdução.

É importante que o leitor desse teste seja da sua área ou tenha conhecimento suficiente para compreender o conteúdo do trabalho, para que a avaliação da introdução não seja influenciada por dificuldades com termos técnicos ou jargões.

Após a leitura, verifique o que o leitor entendeu a partir da introdução, e procure identificar pontos que você pode melhorar em cada trecho. Esse processo é fundamental para treinar a sua escrita, e fará com que você se sinta cada vez mais confortável para escrever introduções!

Além das 5 dicas que demos nesse artigo, para manter sua introdução bem escrita e atrativa para seus leitores, é importante dar atenção sempre para a revisão do seu texto e para a adequação às normas da ABNT.

Seguindo todos esses passos, você dominará a arte de como fazer uma boa introdução, e seus trabalhos acadêmicos ganharão muito mais qualidade e visibilidade!

Para continuar recebendo essas e outras dicas sobre trabalhos acadêmicos, siga a Oficina Só Português nas redes sociais e não perca os nossos conteúdos. Estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook!

Sobre o autor

Oficina Só Português

A Oficina Só Português faz do seu trabalho uma certeza: é preciso descomplicar nossas relações com a língua portuguesa.

​Com rapidez, seriedade e competência, trabalhamos com a revisão de texto, tradução e transcrição de áudio. Buscamos entender a singularidade de cada trabalho e buscar uma construção individual e personalizada.

Deixar comentário.

Share This